CAMARA MUNICIPAL

Prefeitura diz que punirá envolvidos em festa de casamento e mãe da noiva pede exoneração

Por Redação em 07/06/2021 às 14:55:02
Reprodução

Reprodução

A Prefeitura de Maracaju informou que ser√£o aplicadas puni√ß√Ķes a todos os envolvidos na festa clandestina de casamento flagrada por equipe da Pol√≠cia Militar na noite de s√°bado (5) em uma fazenda na MS-460.

Nesta segunda-feira (7), o Diário Oficial do Município oficializou a exoneração da mãe da noiva, que pediu para deixar o cargo comissionado de assessora de programas sociais, com salário bruto de R$ 3.863,16.

Em nota, a administra√ß√£o municipal de Maracaju detalha que a PM j√° havia feito uma notifica√ß√£o prévia, antes da cerimônia religiosa, de que o evento n√£o poderia acontecer. "A notifica√ß√£o foi feita aos pais dos noivos", detalha.

A proibi√ß√£o é decorrente de decreto que veda eventos e aglomera√ß√Ķes para tentar conter o avan√ßo da pandemia do novo coronav√≠rus, doen√ßa com 5.019 casos confirmados e 76 óbitos naquele munic√≠pio até domingo (6).

Contudo, a pedido da procuradoria jur√≠dica, os militares foram até a fazenda e flagraram festa em andamento, com show da dupla Jads & Jadson. "O evento foi uma desobedi√™ncia ao decreto municipal, que pro√≠be eventos e qualquer tipo de aglomera√ß√£o. A Prefeitura repudia o evento ocorrido", pontua a nota.

A partir do boletim e ocorr√™ncia confeccionado na ocasi√£o, a Prefeitura de Maracaju informou que "todos ser√£o penalizados, organizadores, convidados, empresas que prestaram servi√ßos (buffet, decora√ß√£o, m√ļsicos)".

"Até mesmo quem n√£o estava no momento da abordagem policial, mas, que seja comprovado por foto/v√≠deo, que estiveram na festa, responder√£o pelo ocorrido", anunciou.

É prevista a aplica√ß√£o de multa, bem como representa√ß√Ķes civil e criminal pelo desrespeito às normas de biosseguran√ßa decretadas para tentar conter o avan√ßo da pandemia, j√° que as pessoas flagradas na festa "estavam sem m√°scaras", segundo a prefeitura.

Tags:   Policial
Comunicar erro
ALMS MAIO

Coment√°rios

abba